OBDL960.jpg

Artigos

Aqui você tem acesso a alguns dos nosso artigos. Fique à vontade para curtir, compartilhar e comentar.

Buscar
  • The First | Segurança é estilo de vida.

SEGURANÇA EM HOTÉIS

Segurança ao hospedar-se em hotéis - 11 dicas importantes que vão fazer com que você e suas informações estejam mais seguros


Por Roberto Zapotoczny Costa


Os riscos para hóspedes são diversos. E estas informações que você vai ler agora podem te proteger melhor ou ainda te ajudar a proteger outras pessoas em viagens, quer seja da sua empresa ou seus amigos e conhecidos. Os riscos são variados, podem estar relacionados à natureza (terremotos, por exemplo), à tecnologia (acessos remotos, construção civil, incêndios, etc), às atividades sociais (relações pessoais, atividades laborais, etc) assim como os relativos às atividades antissociais (furtos, roubos e outros delitos).


Qualquer sistema de prevenção deve considerar os riscos aos quais pessoas e patrimônio estão expostos. Imagine a proteção de um cidadão comum comparada à de um artista em períodos de shows. Estamos tratando de riscos às pessoas, porém, cada uma dessas pessoas demanda um sistema de proteção adequado à sua condição de riscos. Da mesma maneira tratamos o patrimônio. Para cada risco um tratamento específico e adequado. Um especialista no assunto saberá dimensionar adequadamente os recursos para cada risco identificado.


Ao nos hospedarmos em hotéis temos, portanto, alguns riscos conhecidos, o que nos ajuda a colocar em prática alguns procedimentos básicos de proteção. Me refiro a procedimentos básicos, pois há outros mais avançados, que tratam de prevenção contra crimes políticos, ideológicos ou de violência urbana mais específicos, como os sequestros. Pois bem, vamos aos básicos, que são os que nos interessam enquanto cidadãos comuns em viagens a lazer ou trabalho.

  1. Verifique as críticas por questões de segurança Ao pesquisar hotéis, fique atento a comentários que mencionem preocupações de segurança, tais como localização, vizinhança, atividades nas proximidades, dentre outras preocupações. Comentários de clientes podem ajudar a obter informações sobre o nível de criminalidade da área, se a propriedade tem câmeras de segurança e se toma medidas para garantir que suas informações permaneçam privadas.

  2. Opte sempre por hotéis que possuem Controle de Acesso e Recepção 24 horas Há hotéis que possuem vigilância própria, chaves codificadas, bem como controle de acesso nos elevadores, bloqueando acessos indevidos aos andares dos hóspedes. Esses sistemas ajudam a prevenir invasões. Hotéis que possuem Recepção 24 horas/dia podem ajudar em casos de emergências. Assim que você adentrar ao seu quarto, utilize seu telefone celular e ligue perguntando pelo seu próprio nome. Esse procedimento ajudará a identificar qual é o procedimento da Recepção, se mencionará o número do seu quarto, se questionará a pessoa que está ligando ou simplesmente transferirá a ligação. Em caso de executivos sendo tutelados por um sistema de proteção, pode-se pedir para transferir as ligações para outro apartamento, reduzindo assim as possibilidades de acessos indesejados por esse meio.

  3. Troque de apartamento Os hotéis costumam pré-bloquear os quartos antes do check-in. Suponhamos que você tenha feito uma reserva no hotel e já tenham destinado um apartamento para sua hospedagem. No momento do check-in, você pode pedir para trocar de apartamento, se possível. Esse procedimento vai ajudar a controlar as informações a seu respeito ou de seu protegido. Caso esteja acompanhando um executivo, procure saber quem está hospedado nos apartamentos aos lados, e se possível, os reserve também.

  4. Utilize endereço comercial para suas informações pessoais No momento do check-in é comum que o recepcionista nos forneça um formulário para preenchimento de dados pessoais. Insira as suas informações comerciais nesse documento, endereço e telefone. Evite fornecer informações pessoais. Mesmo estando de férias, informe dados comerciais. Aproveite e peça um cartão de visita do hotel e o mantenha consigo. Em caso de necessidade um apoio externo, você terá um endereço e telefone para contato.

  5. Considere ficar no 7º. Andar (pode ser no 6º. ou 8º.) Os apartamentos no térreo são potencialmente mais fáceis de serem objeto de furtos, roubos ou outros tipos de problemas antissociais. Hotéis que possuem bons controles de acesso reduzem esses riscos, porém, fragilidades podem comprometer a integridade desses sistemas. Recomendo que utilize apartamentos do 7º. andar, pois são acessíveis ao Corpo de Bombeiros (escadas das viaturas), para serem utilizados em casos de incêndios e, ao mesmo tempo, é um andar trabalhoso para acesso por parte de criminosos.

  6. Coloque a placa "Não Perturbe" na sua porta quando sair do apartamento Ao sair do apartamento, e não querendo que ele seja arrumado, coloque a placa "Não Perturbe" na porta, dará a impressão da unidade estar ocupada. Outros procedimentos podem ser utilizados para essa finalidade: deixar a TV ligada e uma lâmpada acesa. Em caso de Proteção Executiva, você pode incluir o procedimento de um Agente de Segurança acompanhar os serviços de limpeza, arrumação e manutenção.

  7. Não escreva seu nome em nenhum gancho de porta Se os hotéis oferecerem cabides de porta onde os hóspedes podem fazer pedidos de comida ou limpeza, evite deixar seu nome neles. É uma maneira fácil para as pessoas identificarem o hóspede pelo nome e respectivo apartamento.

  8. Serviços e manutenção Se surgir alguém batendo à sua porta, desconfie sempre, mantenha a porta trancada e confirme com a Recepção.

  9. Cubra o olho mágico na sua porta O Olho Mágico é também uma maneira fácil para as pessoas conseguirem perceber a sua presença no interior do apartamento. Colocar um adesivo lhe ajuda a prevenir contra esse “mau olhado”.

  10. Utilize protetores de porta Existem diversos dispositivos que protegem a sua porta em caso de tentativa de intrusão, quando você está no interior do apartamento. Existem calços que podem ser utilizados, mecanismos muito simples de se instalar, e até mesmo outros aparatos mais sofisticados, como o DoorJammer, aprovado pela TSA, como uma medida de segurança adicional.

  11. Comprou algo bacana? Proteja Em algumas viagens é possível comprar objetos mais em conta, mas que também são desejo de muita gente. Guarde muito bem as notas fiscais, evitando deixá-las à mostra. Caso tenha retirado o produto da sua caixa original, descarte a mesma em um lixo distinto do seu apartamento. Imagine uma cena em que alguém percebe uma caixa de um caro tablet na lixeira do seu apartamento. A honestidade pode ser desafiada e termos o objeto furtado. Mas podemos eliminar essa informação, não tornando-a acessível.

0 visualização

Posts recentes

Ver tudo
Logo-TF_The_FIrst_slogan-branca.png

8h30 às 18h00

contato@thefirst.com.br

 

+55 11 93738.2211

  • Facebook The First Consultoria
  • Linkedin The First Consultoria
  • Instagram The First Consultoria
  • YouTube The First Consultoria