OBDL960.jpg

Artigos

Aqui você tem acesso a alguns dos nosso artigos. Fique à vontade para curtir, compartilhar e comentar.

Buscar
  • The First | Segurança é estilo de vida.

DICAS DE SEGURANÇA PESSOAL PARA AS MULHERES NO TRÂNSITO

por Roberto Zapotoczny Costa


No quesito direção defensiva, os números mostram que as mulheres são mais cuidadosas no trânsito e se envolvem menos em acidentes. E para o Dia Internacional da Mulher, conversamos com o especialista em segurança pessoal Roberto Costa e com a jornalista especializada Milene Rios para falar sobre outro aspecto muito importante relacionado às mulheres no trânsito: como garantir a segurança pessoal. Confira as dicas!



Embarque seguro

Uma forma segura de entrar no carro estacionado na rua não pode demorar mais do que 15 segundos. É muito importante que a mulher não fique parada do lado de fora do veículo procurando a chave na bolsa. E antes de se aproximar do local onde o carro ficou estacionado, o ideal é que fazer um escaneamento rápido das pessoas que estão em volta. Se não houver ninguém em atitude suspeita, e já com a chave na mão, é a hora certa de entrar no carro e dar a partida. O cinto de segurança pode ser travado com o carro já em movimento.


Objetos de valores

Segundo as pesquisas, quanto mais objetos de valor estiverem dentro do carro – de cartões de crédito, dinheiro a documentos pessoais, como passaporte ou carteira de trabalho -, mais alta é a chance de reagir a um assalto. Por isso, uma estratégia importante nestes casos é levar a menor quantidade possível de itens de valor na bolsa. Carregar poucos cartões de crédito e não ter muito dinheiro em espécie, por exemplo, são práticas bastante indicadas para se evitar transtornos.


O local certo para a bolsa

Os criminosos são muito estimulados pelo aspecto visual. Ou seja, o assaltante vai deflagrar um plano de roubo se perceber que realmente a ação valerá a pena de alguma forma. Entre um carro parado no trânsito com os vidros abertos e uma bolsa no banco do carona e um veículo com os vidros levantados e sem uma bolsa visível, a segunda cena tem um potencial muito menor de gerar um roubo. Devido a isso, levar a bolsa no porta-malas é sempre mais seguro. Ou, se ela for pequena, encaixá-la entre a perna esquerda e a porta do carro. O importante é não deixá-la visível. Mesmo atrás do banco, a tendência é que ela não fique totalmente escondida, ainda mais para quem é treinado e costuma caminhar entre os veículos no trânsito exatamente procurando objetos de valor atrás dos bancos frontais.


Comportamento ao volante

Mostrar atenção ao volante é outra ação bastante eficaz. Tudo deve ser pensando de forma a evitar se tornar um alvo fácil para os criminosos. Por exemplo, ao parar no semáforo, a motorista que deixa uma boa distância do veículo da frente, está criando um padrão diferente da maioria. Exatamente por chamar atenção de todos, esta é uma boa prática, porque gera desconforto a quem vai praticar o crime. É uma atitude, explica Costa, que tende a evitar em 100% a possibilidade de roubo no semáforo. “O alvo perfeito é aquele que demonstra distração, muitas vezes com o celular em mãos, e segue o mesmo padrão dos demais motoristas”, afirma o especialista.


Longe de armadilhas

É natural que logo após uma pequena batida, uma pedra no para-brisa ou a queda em um grande buraco, a motorista decida parar o carro para ver o que ocorreu. Mas essa é uma prática perigosa. As estatísticas mostram que os ladrões trabalham com uma distância de reação de até 200 metros para que ocorra a parada não programada. Por isso, depois de uma pequena batida, um objeto jogado no vidro ou mesmo um pneu furado, a dica é não parar antes de alguns quilômetros nem em lugares escuros ou com poucas pessoas circulando. Mesmo com risco de perder uma roda ou um pneu, o ideal é percorrer por volta de dois quilômetros e escolher um ponto de apoio seguro para estacionar, como postos de gasolina. Parar para ajudar as pessoas na rua, infelizmente, também pode ser arriscado. O melhor a fazer nestes momentos é ligar para o 190 e chamar a polícia.


Ruas iluminadas

De forma geral, a abordagem para o roubo do carro costuma ocorrer de surpresa e muitas vezes em lugares desertos e mal iluminados. Não que não possa ocorrer à luz do dia e em ruas movimentadas. Mas é importante, sempre, ao longo do caminho do dia a dia, tentar evitar ruas com pouca circulação de pessoas e, à noite, que não tenha iluminação.



1 visualização

Posts recentes

Ver tudo
Logo-TF_The_FIrst_slogan-branca.png

8h30 às 18h00

contato@thefirst.com.br

 

+55 11 93738.2211

  • Facebook The First Consultoria
  • Linkedin The First Consultoria
  • Instagram The First Consultoria
  • YouTube The First Consultoria